Endometrite em um cão: sintomas e tratamento

O tratamento da endometrite em cães é um complexo de procedimentos terapêuticos que visa eliminar o processo inflamatório e curar o animal. A endometrite (piometra) é uma inflamação no revestimento uterino. Na maioria das vezes, tal patologia combina-se com um acúmulo de pus no útero e acompanha-se por uma condição séria do cão. Se você não tomar as medidas a tempo, a morte pode ocorrer.

Razões

A causa mais comum desta patologia é desequilíbrio hormonal. Esta condição provoca um espessamento das paredes uterinas, o acúmulo de uma grande quantidade de muco secretor. Como resultado, a secreção é liberada do corpo na forma de líquido seroso, inflamação aguda se desenvolve. O pyometer começa depois que as bactérias entram na cavidade do órgão. É por isso que vaginite, doenças do aparelho geniturinário, algumas doenças dos genitais podem causar essa condição.

Se o filhote está no parto, o animal também adoece (o feto se decompõe no útero, bactérias que provocam inflamação). Nestes casos, a endometrite é particularmente difícil. Se no processo de parto o proprietário decidir não esperar pelo obstetra e remover o feto de forma independente, sem agentes antissépticos e luvas estéreis, a infecção também pode ocorrer.

Sintomas

Os principais sinais desta doença na forma aguda (os sintomas aparecem vários dias após a infecção) incluem o seguinte:

  • uma mudança no estado geral do cão, piora do humor, a aparência de um sentimento de fraqueza e apatia;
  • descarga dos genitais do muco acinzentado com impurezas de pus;
  • febre;
  • postura frequente em que geralmente ocorre micção (mesmo que o cão não queira urinar);
  • vômito
  • rápida perda de fluido pelo corpo (o animal está constantemente com sede);
  • micção freqüente (em alguns casos, o cão começa a urinar em casa);
  • mudança no batimento cardíaco (isso pode ser rastreado por conta própria, basta colocar o ouvido no peito do animal);
  • dificuldade em respirar, torna-se mais grave e intermitente (como resultado da ruptura do músculo cardíaco);
  • se o tratamento não foi prescrito a tempo, o cão perde o pelo, observa-se aumento da pigmentação da pele devido a desequilíbrio hormonal.

Se o animal não foi tratado para uma forma aguda de mal-estar, pode evoluir para um estado crônico. Nesse caso, os seguintes sintomas são observados:

  1. Violação da duração ou frequência do estro.
  2. Perda de peso grave.
  3. O aparecimento de filhotes fracos que podem morrer durante ou imediatamente após o nascimento.
  4. Dificuldades com a concepção, no futuro, pode haver infertilidade completa.

Por favor note: todos estes sinais podem indicar não só o desenvolvimento de endometritis, mas também a aparência de outras doenças da esfera gynecological. É por isso que, nos primeiros sintomas, é importante consultar um veterinário qualificado que irá diagnosticar, identificar com precisão a patologia e prescrever uma terapia oportuna.

Recursos de diagnóstico

Depois que você for à clínica veterinária, o médico coletará um histórico médico e estudará o histórico médico de seu animal. Neste caso, esteja preparado para responder a perguntas sobre a frequência do cio, gravidez e parto, bem como a cor e consistência das secreções dos órgãos genitais do animal.

Após o esclarecimento desses problemas, um cão é examinado. O especialista mede a temperatura do corpo, determina a condição e a cor das membranas mucosas dos órgãos, sondando o peritônio. Se o diagnóstico não puder ser esclarecido, estudos adicionais são prescritos.

Para determinar os sintomas e prescrever o tratamento para endometrite no cão, o veterinário realiza diagnósticos de ultra-som, durante os quais é possível determinar o estado da cavidade uterina. Diagnósticos laboratoriais também são realizados (análise geral da urina e sangue para determinar a inflamação).

Se durante o diagnóstico, as violações do músculo de coração se descobrirem, o cão envia-se a um eletrocardiograma, durante o qual é possível excluir a presença da doença de coração. Com base nas informações recebidas, é prescrito um regime terapêutico preciso.

Tratamento

Primeiro de tudo, o médico prescreve medicamentos que restauram o equilíbrio de água e sais no corpo se o animal sofreu vômitos por um longo tempo e a desidratação ocorreu. Se a temperatura do corpo do cão estiver elevada, são prescritos medicamentos com efeito antipirético.

Para eliminar a inflamação, é prescrito um ciclo de antibióticos. O período mínimo de tratamento é de dez dias, se necessário, o veterinário pode prolongar o curso. Se a droga não tem efeito sobre microorganismos patogênicos, a cultura bacteriológica é prescrita. Tal análise permite identificar com precisão qual antibiótico é capaz de destruir certas bactérias.

Por favor note: antibioticoterapia é prescrita apenas por um veterinário, a auto-administração de drogas pelo proprietário é inaceitável. Tomar medicamentos é realizado sob a supervisão de um especialista, a fim de evitar o desenvolvimento de efeitos colaterais.

Se você foi ao médico tarde demais, a cirurgia é realizada. Durante a operação, o cirurgião remove o útero e, em alguns casos, os apêndices. A operação é prescrita se houver um alto risco de ruptura dos órgãos devido à descarga purulenta acumulada (se ocorrer uma ruptura, o cão inevitavelmente morrerá). Após a manipulação cirúrgica, o animal estará sob observação estacionária, especialistas monitoram o funcionamento dos órgãos, incluindo o trabalho do músculo cardíaco. Para excluir o aparecimento de um processo infeccioso pós-operatório, os antibióticos são prescritos.

Prevenção

Para evitar a inflamação do tecido uterino no cão, o proprietário deve cuidar da prevenção adequada. Como a principal causa da patologia é o desequilíbrio hormonal, é importante consultar um médico nos primeiros sintomas, bem como realizar exames preventivos e, se necessário, realizar exames de sangue.

Monitorar o rolamento do feto no animal, diagnósticos de ultra-som de conduta oportuna nos estágios iniciais. Isso permitirá excluir a presença de uma falsa gravidez, que deve ser tratada com urgência, caso contrário o risco de inflamação aumenta várias vezes.

Periodicamente, realize um exame independente do seu animal de estimação. Se você perceber que a natureza da descarga dos órgãos genitais mudou, marque imediatamente uma consulta com um veterinário (isso permitirá que você identifique oportunamente a vaginite e outras patologias ginecológicas).

Muitos proprietários negligenciam a higiene do cão. Isso não deve ser feito. Não se esqueça de lavar regularmente o cão e monitorizar o seu comportamento: não deixe passear perto dos contentores de lixo, cuide dos cabelos com cuidado e não permita o contacto com outros animais que tenham uma aparência desarrumada e sinais de doença.

Preste especial atenção ao parto. A melhor opção é chamar um veterinário que irá monitorar e controlar o processo. Se você tiver que fornecer cuidados de emergência, use luvas médicas estéreis e soluções anti-sépticas (como miramistina ou clorexidina).

Tenha cuidado, caso contrário, podem ocorrer lágrimas genitais. Após os primeiros socorros, mostre o animal ao médico em um futuro próximo para que ele esteja convencido do curso normal do parto. Com o monitoramento cuidadoso de seu animal, a chance de desenvolver endometrite aguda e crônica é reduzida a zero, portanto, a prevenção é baseada no cuidado com o cão.

Assim, a endometrite é uma patologia perigosa para a função reprodutiva do animal de estimação e, em alguns casos, para a sua vida. Se houver sintomas suspeitos da doença no sexo feminino, marque uma consulta com um especialista que irá prescrever um tratamento completo.

Você também pode fazer uma pergunta ao veterinário do nosso site, que irá respondê-los o mais rápido possível na caixa de comentários abaixo.

Loading...